Pela primeira vez em quase sete meses, o mapa de classificação de risco da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) não coloca nenhuma regional de saúde em situação de calamidade. Das 18 regionais, 16 estão em alerta, o cenário mais brando da epidemia.

Este é o melhor cenário desde quando o mapa passou a ser divulgado semanalmente, em 17 de fevereiro. A atualização desta sexta-feira (10) corrobora com a queda nas taxas de ocupações de leitos em várias cidades e, inclusive, na rede estadual. Especialistas apontam o avanço da vacinação como responsável pela melhora do quadro.

Sete regiões que estavam em alerta na semana passada se mantiveram na cor amarela. São os casos da Central (Goiânia), Pireneus (Anápolis), Estrada de Ferro (Catalão), Serra da Mesa (Uruaçu), Norte (Porangatu), Entorno Norte (Formosa) e Nordeste II (Posse).

As regionais Oeste II (São Luís de Montes Belos) e São Patrício II (Goianésia) estavam em calamidade e passaram para alerta. A outra região em vermelho na semana passada era a Rio Vermelho (Goiás), que agora está no cenário crítico. O Entorno Sul (Luziânia) manteve o índice de criticidade intermediário).

Passaram de situação crítica para alerta as seguintes regionais: Nordeste I (Campos Belos), São Patrício I (Ceres), Centro-Sul (Aparecida de Goiânia), Sul (Itumbiara), Sudoeste I (Rio Verde), Sudoeste II (Jataí) e Oeste I (Iporá).

O Re, que mede a taxa de contágio pelo coronavírus, mostra que a epidemia está em expansão somente nas regiões do Entorno Norte e Serra da Mesa, com índice 1,38, o que representa que 100 contaminados podem passar o patógeno a 138 pessoas. Nas demais, o Re apresenta estabilidade ou regressão da epidemia.

Veja o índice R de cada regional

Central: 0,58
Centro-Sul: 1
Entorno Norte: 1,38
Entorno Sul: 1,08
Estrada de Ferro: 0,92
Nordeste I: 0,78
Nordeste II: 1,04
Norte: 1,04
Oeste I: 0,78
Oeste II: 0,91
Pireneus: 0,93
Rio Vermelho: 0,81
São Patrício I: 0,81
São Patrício II: 1
Serra da Mesa: 1,38
Sudoeste I: 0,86
Sudoeste II: 0,87
Sul: 0,93byREDAÇÃO / DIÁRIO DE GOIÁS

Comente, dê sua opinião sobre a notícia.